Incentivar o aperfeiçoamento dos colaboradores sem conhecer, exatamente, o que eles fazem corretamente e incorretamente é difícil, não é mesmo? A avaliação de performance é fundamental nesse processo, pois fornece um diagnóstico preciso sobre a atuação de cada funcionário dentro da empresa.

Essa prática faz parte de uma gestão empresarial eficiente, pois tem reflexo direto no desempenho do negócio. Depois dessa análise, fica mais fácil identificar quais são as habilidades e as competências que o colaborador precisa desenvolver para entregar melhores resultados.

Quer entender melhor como isso funciona? Veja a seguir para que serve a avaliação de performance, como aplicá-la na sua empresa e o papel da tecnologia na otimização desse processo.

A função da avaliação de performance

A avaliação de performance serve para medir o desempenho dos colaboradores de forma individual e coletiva. É essa análise que dará uma visão mais detalhada sobre os pontos fortes e fracos de cada membro da equipe.

Com base nessas informações, é possível tomar decisões mais acertadas a respeito de caminhos e soluções necessárias a fim de aperfeiçoar a qualidade do trabalho. Isso ajuda a engajar os colaboradores, reter talentos e até identificar líderes dentro da empresa.

Os 4 cuidados básicos na hora de fazer a avaliação

O propósito da avaliação é corrigir falhas de desempenho dos colaboradores para melhorar a performance. Por ter um alto valor estratégico, a ferramenta precisa ser usada de maneira bem cuidadosa. Acompanhe 4 dicas básicas para fazer a avaliação.

1. Faça um planejamento

Existem vários tipos de avaliação de performance. O primeiro passo é definir qual modelo você adotará. Entre as metodologias mais usadas estão:

  • avaliação 720 graus;
  • avaliação 360 graus;
  • avaliação por competências;
  • avaliação por objetivos.

No planejamento, é necessário determinar também a periodicidade dessa análise: semanal, mensal, bimensal, semestral ou anual. O ideal é que as avaliações não sejam muito espaçadas, para auxiliar no processo de desenvolvimento contínuo.

2. Tenha metas e objetivos claros

Como saber se o desempenho do colaborador foi satisfatório sem ter uma ideia clara do que a empresa esperava dele? Impossível, não é mesmo?

Para obter sucesso com esse processo, é fundamental ter metas e objetivos muito bem definidos tanto do ponto de vista macro do negócio quanto em relação aos departamentos — marketing, financeiro, administrativo etc. Os colaboradores também precisam ser informados sobre quais são esses pontos.

3. Defina as métricas de avaliação

São as métricas que quantificam e qualificam o desempenho do colaborador. Os indicadores, entre outros, podem ser:

  • produtividade;
  • assiduidade;
  • cumprimento de prazos;
  • atingimento de metas.

Lembre-se de evitar itens muito subjetivos, pois são difíceis de serem medidos. Além do mais, é importante definir pesos para cada indicador.

4. Mensure os resultados

Depois de coletar os dados, é hora de interpretá-los. Isso porque esse amontoado de informações precisa ser transformado em ações de desenvolvimento profissional.

Se você perceber que todos os colaboradores tiveram desempenho baixo em determinado aspecto, pode ser que o problema seja interno, como falta de clareza na comunicação ou treinamentos ineficientes.

Fornecer feedbacks aos colaboradores no fim do processo também é fundamental. É isso que vai ajudá-los a aperfeiçoar habilidades e corrigir desvios de conduta. Aliás, essa comunicação precisa ser contínua.

O papel das tecnologias na otimização do processo

Formulários, planilhas de Excel e processos manuais já são coisas do passado. Hoje, existem diversas tecnologias que permitem automatizar as avaliações de performance e garantir maior precisão nas informações.

Isso deixa o processo de tomada de decisões mais inteligente, pois será baseado em dados concretos e confiáveis. Além do mais, ao usar ferramentas digitais, você consegue monitorar o desempenho dos colaboradores em tempo real. Dessa forma, o líder consegue agir para resolver problemas e elevar a qualidade do trabalho quase que instantaneamente.

Fazer avaliação de performance é essencial para o crescimento e a prosperidade da empresa. Afinal de contas, os resultados de um negócio dependem do desempenho das pessoas que atuam nele. Lembre-se de planejar muito bem esse processo e utilizar os resultados para, de fato, incentivar o aperfeiçoamento contínuo.

O que você achou sobre o tema? Interessante, certo? Então, compartilhe o post nas suas redes sociais e deixe os seus contatos por dentro do assunto.

Quero indicar um amigo