Você sabe como cursos livres funcionam? Eles são ótimas opções para indivíduos que pensam em elevar o nível da carreira profissional. Quando estamos desempregados ou em busca de posições mais altas em uma determinada empresa, precisamos nos destacar. Gerentes de RH gostam de encontrar candidatos com currículos recheados de experiências e conhecimentos relevantes.

Por isso, indicamos que você faça algum curso livre — e não precisa ser sobre um conteúdo da sua área. Quem sabe você não amplia seus horizontes e networking após a conclusão? Está com dúvidas sobre como essa modalidade funciona? Continue lendo e conheça os diferenciais!

O que são os cursos livres?

Também conhecidos como cursos profissionalizantes, eles não exigem escolaridade prévia por parte dos alunos, sendo livres de pré-requisitos. No Brasil, há diferentes cursos que são ofertados dessa forma, como os de idiomas, artesanato, fotografia e culinária.

Neles, os alunos são expostos a um determinado conteúdo e suas vertentes durante seis meses ou mais. Isso pode ocorrer de forma remota ou presencial, dependendo da instituição de ensino. Qualquer indivíduo pode participar independentemente de ser estudante do Ensino Fundamental ou da pós-graduação.

Quais são as principais características?

Cursos livres contam com curta duração e não são regulamentados pelo Ministério da Educação, mas não há necessidade de serem legalizados. Trata-se de uma maneira econômica e flexível de desenvolver a carreira que você deseja e eventualmente também servem como porta de entrada para um diploma de ensino superior.

É preciso ressaltar que eles são reconhecidos pela Constituição Federal, logo são respeitados no mercado de trabalho. Não se deve desconsiderar a importância desses cursos, afinal professores e instrutores são capacitados para lecionar sobre diversos temas para turmas de jovens e adultos.

Como eles se diferenciam dos cursos de extensão?

Cursos de extensão são reconhecidos pelo MEC. Há muitas instituições de ensino superior renomadas em todo o país que os oferecem para a sociedade. Essas aulas acontecem no próprio espaço universitário, sendo compartilhado com os alunos da graduação.

Eles costumam ter uma duração bem maior do que os cursos livres e é comum que tenham alguns requisitos, como idade mínima e escolaridade. Os cursos de extensão oferecidos por universidades são frequentemente buscados por profissionais que desejam aprimorar seus conhecimentos em alguma área.

Como escolher um bom curso livre?

Alunos e profissionais sempre passam horas pensando em qual curso livre fazer. Algumas pessoas têm mais facilidade e outras, não, mas não se preocupe, pois estamos aqui para ajudar. Primeiramente, identifique em qual área você se enquadra, seja do ensino médio ou do emprego atual.

Depois, entenda o motivo de querer estudar novos assuntos. Reflita sobre sua vida profissional e qual carreira que você deseja seguir. Por fim, limite suas opções. Faça listas e deixe apenas os cursos que você tem mais chances de começar a fazer.

Se deseja trabalhar na área do curso livre que fizer, precisa ser algo com o qual você tenha familiaridade. Quando escolhemos um curso que não é do nosso setor, temos que nos informar bastante sobre a grade curricular. Além de avaliar essas questões, é fundamental escolher uma instituição de ensino adequada.

Está pensando em começar algum curso livre? Temos uma oportunidade para você: confira o curso de especialista em gestão agora mesmo! É sua chance de ter a experiência de fazer um curso moderno e diferente. Não fique de fora!

Quero indicar um amigo