Dar continuidade aos estudos faz toda a diferença para quem busca desenvolvimento na carreira. Uma especialização ou aprofundamento de seus conhecimentos em uma determinada área ajuda a se destacar no mercado, desenvolver novas habilidades e atingir um maior sucesso profissional.

Com tantas possibilidades, no entanto, é comum os profissionais ficarem na dúvida sobre qual é a melhor opção a se seguir. Por isso, no artigo de hoje, vamos explicar as principais características e objetivos de cada modalidade de estudo. Confira!

1. Pós-graduação

Na verdade, o termo “pós-graduação” se refere a tudo o que vem depois da faculdade. A questão é que existem diferentes modalidades dessa formação, como você verá aqui.

De modo geral, encontramos dois tipos de pós-graduação: o Lato Sensu e o Stricto Sensu. O primeiro se refere a uma especialização, focada em aperfeiçoar aspectos e habilidades de um profissional que deseja atuar no mercado. Já o segundo é voltado para a atuação acadêmica, preparando professores universitários e pesquisadores para seja qual for a sua área.

2. MBA

O termo MBA (sigla de Master Business Administration) é um tipo de pós-graduação Lato Sensu, voltado especificamente para a área de negócios e gestão empresarial. Assim, trata-se de uma boa alternativa para quem deseja se aprimorar nesse ramo.

Para cursar um MBA é recomendado já ter um tempo de pelo menos três anos de atuação na sua determinada área, além de uma presença já consolidada nela. É uma formação muito indicada para quem ocupa cargos de gerência, direção e presidência, por exemplo.

3. Mestrado

O mestrado é uma forma de pós-graduação que visa ampliar seus conhecimentos ou habilidades em determinado segmento. Normalmente, faz parte do processo a elaboração de uma tese sobre o tema em que você deseja se aprofundar, a qual será essencial para sua aprovação. Existem duas modalidades dessa formação: o mestrado acadêmico e o profissional.

A primeira é a mais tradicional: voltada para quem deseja dar aulas em universidades ou atuar como pesquisador. É indicada para profissionais que gostam de pesquisa e muita leitura, mas, ao contrário do que algumas pessoas pensam, também pode ser bem-aceita nas organizações.

A segunda modalidade, o mestrado profissional, é para quem quer desenvolver sua prática dentro do mercado de trabalho. Seu foco é o ensino e aprofundamento de técnicas, processos e determinadas temáticas, dentro de cada área de atuação.

4. Doutorado

Essa é uma formação que só pode ser feita após a conclusão do seu mestrado e, assim como essa outra modalidade, exige a elaboração de uma tese. No doutorado, entretanto, essa produção precisa ser mais aprofundada, geralmente discorrendo sobre algum tema de estudo novo.

Esse tipo de formação costuma ser mais voltado para a área acadêmica. Normalmente, ele prepara seus alunos para trabalharem com pesquisa de forma mais ampla e profunda.

5. Concurso

Muitos profissionais optam por se dedicar aos estudos para concurso, seja na sua própria área de formação ou em alguma diferente. Pode ser uma boa alternativa para quem deseja trocar de atividade ou garantir uma maior estabilidade, mas é preciso se lembrar que, assim como as outras modalidades, essa também é uma tarefa complexa, que exige muita dedicação e que pode levar tempo para dar resultados.

Existem diversas maneiras de se estudar para concursos, como cursos online e presenciais, apostilas e outros canais específicos para o assunto. É importante ficar atento às oportunidades e descobrir o que funciona melhor para você.

Como foi possível perceber, existem muitas formas de estudar quando se está buscando desenvolvimento na carreira. Para saber qual é a melhor, é preciso levar em conta seus objetivos e prioridades, pois cada uma das opções tem focos e características diferentes.

Esperamos que este artigo tenha ajudado você a clarear as ideias! Para receber mais conteúdos e novidades é só assinar nossa newsletter.