Segundo dados coletados pela Gallup — empresa norte-americana de pesquisa de opinião —, 70% do engajamento no trabalho dos colaboradores vem de seus líderes. Esse número expressivo é bem revelador, concorda? Afinal, ele nos mostra qual é o nível de responsabilidade de quem ocupa um cargo de liderança.

Um líder é capaz de dois extremos: fazer com que um funcionário dê o melhor de si ou desmotivá-lo. E seu sucesso ou fracasso estão diretamente ligados às suas ações no dia a dia, ou seja, a forma como se comporta e interage com sua equipe.

Imaginamos que você não queira nem pensar na possibilidade de falhar, não é mesmo? Então, confira estas 6 dicas para garantir que todos tenham engajamento no trabalho!

1. Alinhe expectativas

Quando você alinha expectativas, seja por meio de uma reunião, um e-mail ou uma simples conversa com seus liderados, garante que:

  • o que foi acordado aconteça exatamente como deve ser;
  • a atividade será entregue dentro do prazo estipulado;
  • cada integrante do time terá em mente seu papel e responsabilidade durante a realização de uma tarefa;
  • todos terão uma prévia de como uma atividade poderá impactar o time e a empresa.

Sem isso, os colaboradores podem ficar perdidos e sempre entregarem algo aquém do esperado, gerando neles o sentimento de frustração. Além disso, você nunca ficará satisfeito com o que recebe, demonstrando sua decepção. Então, evite desgastes na sua relação com seus liderados e contribua para uma cultura maker.

2. Ofereça oportunidades de crescimento

Ter um plano de carreira bem desenhado é algo que faz com que alguém se sinta engajado no trabalho. Afinal, todos querem saber exatamente onde estão e qual caminho precisa ser trilhado para atingir o máximo de sucesso na carreira, não é mesmo?

Mas não se esqueça: para que o colaborador perceba que está evoluindo em uma trajetória justa, é necessário que ele tenha metas atingíveis e seja reconhecido quando isso ocorrer! Além disso, não deixe de fazer one-on-one constante com cada liderado, a fim de entender o que eles esperam do âmbito profissional e oferecer ajuda para que se encontrem.

3. Saiba dar e receber feedbacks

Necessários em qualquer modelo de gestão, os feedbacks são a base para que uma relação entre líder e colaborador seja saudável. Porém, é preciso saber tanto recebê-los quanto dá-los a alguém. Lembrando que um feedback deve ser sempre construtivo, seja negativo ou positivo — isso quer dizer que criticar simplesmente é algo que não cabe aqui!

Ao receber um feedback negativo, empenhe-se em ouvi-lo, saiba reconhecer seus erros e veja o que pode fazer para se tornar um líder melhor. Já em um retorno positivo, seja grato e avalie o que fez de relevante para garantir que isso se repita.

Agora, se precisar conversar com um liderado sobre uma má postura, por exemplo, mostre como seria mais interessante que ele agisse, revelando os benefícios que a mudança traria. Quanto aos feedbacks positivos, eles também precisam ser dados de forma espontânea e sincera.

4. Estimule a comunicação

Estimular a comunicação é, com certeza, um ponto muito positivo para o engajamento no trabalho. Deixar o espaço aberto para troca de ideias e informações é abrir portas para o surgimento de amizades e novos projetos, o que deixa as pessoas mais empenhadas a colaborarem. Assim, crie ações que integrem o seu time, como:

  • clube de leitura;
  • almoços com o grupo;
  • happy hour às sextas-feiras;
  • café da manhã em conjunto.

5. Motive o sentimento de propósito

Ter consciência do propósito do seu trabalho, ou seja, do que o torna relevante para todos aqueles que terão contato com ele, é essencial. Afinal, dessa forma, você consegue se sentir mais reconhecido, aumentando sua sensação de pertencimento ao time.

Por isso, sempre que for possível, faça reuniões com seus liderados e mostre os impactos do trabalho deles. Uma forma de fazer isso é exibindo os feedbacks de clientes ou os resultados da empresa.

6. Lidere pelo exemplo

Se você deseja que seus liderados ajam de determinada maneira, o primeiro passo é começar por você mesmo. Sendo assim, não se esqueça de sempre:

  • praticar os valores da empresa e sua cultura;
  • ser muito educado e empático;
  • dar abertura para o surgimento de novas ideias;
  • renovar seus conhecimentos.

Para tanto, tenha em mente que um líder é alguém em quem os liderados devem querer se espelhar. Então, se deseja mudar o seu time, comece por você, combinado?

Como vimos, para se tornar líder e gerar engajamento no trabalho, é importante exercitar diferentes pontos, que vão desde a comunicação à forma como você se porta diante dos liderados. Por isso, esperamos que aproveite todas as dicas para começar a atuar na sua carreira agora mesmo!

O conteúdo foi útil? Então, compartilhe-o em suas redes sociais para que outros colegas possam repensar seu futuro profissional!

Quero indicar um amigo