estratégia organizacional surge da necessidade de alcançar bons resultados. Ela tem origem na vivência militar, na qual a ideia define o planejamento, a realização, a avaliação e o monitoramento dos recursos disponíveis. O foco é alcançar um objetivo predeterminado.

Quando uma empresa opta por essa ação, ela dá ao empreendimento um valor único que, apesar da concorrência, faz com que o negócio se destaque no mercado. Isso acontece pela forma como os recursos são alocados e as responsabilidades são definidas para a criação da vantagem competitiva. É nesse momento que acontece a definição do modelo de negócios.

Continue a leitura e entenda como criar um ambiente organizacional sinérgico e coerente para que os resultados do trabalho sejam positivos, além de dicas para ser um gestor mais estratégico!

O que é estratégia organizacional?

Esse conceito se refere a planejar e executar ações para conquistar objetivos definidos. A estratégia organizacional também conta com as diretrizes que vão orientar os colaboradores da empresa para que se chegue de maneira segura e simples aos resultados esperados.

É importante englobar todos os setores da empresa. No entanto, a visão não deve ser ampla demais a ponto de não perceber os gargalos, os riscos e as oportunidades que aparecem nas mais diversas situações.

Como funciona essa estratégia?

Para definir uma estratégia organizacional, é necessário considerar diversos fatores em uma organização. Primeiro, é importante fazer um levantamento dos pontos fortes e fracos, bem como das ameaças internas e externas.

A próxima etapa é criar modelos de ação que permitam a resolução dos diversos desafios que a empresa vai enfrentar. Dessa forma, os recursos disponíveis devem ser levantados e disponibilizados de maneira clara para a equipe.

Como devem ser os objetivos organizacionais?

Saber em que posição a empresa quer estar nos próximos anos é a questão principal. No entanto, muitos gestores têm dificuldade em definir objetivos — o que prejudica a elaboração da estratégia.

Apenas entender que o negócio deve crescer não é estabelecer uma meta. Do mesmo modo, não vale dizer que a organização quer ser a maior ou a melhor em determinado assunto. De maneira geral, os objetivos organizacionais devem ser:

  • realistas: definir um propósito que não pode ser alcançado prejudica o desenvolvimento das estratégias;
  • mensuráveis: é importante que toda meta possa ser medida e acompanhada. Do contrário, não é possível saber se ela está sendo alcançada;
  • motivadores: é fundamental que os objetivos sejam capazes de motivar os colaboradores. Definir ações que não instigam desafios e não geram grandes conquistas pode se tornar desinteressante em longo prazo.

Além disso, é essencial analisar o mercado, conhecer a empresa e se basear em dados e diagnósticos para definir objetivos mais precisos. Por isso, o erro de muitas estratégias está naquilo que se espera alcançar.

Quais são as dicas para ser um gestor estratégico?

Para se tornar um gestor estratégico, você deve adotar uma postura de líder e olhar a companhia como um todo. A parte operacional é parcialmente deixada de lado para dar lugar a uma visão tática que oferece as melhores condições para os colaboradores desempenharem as suas funções corretamente.

Entre essas medidas, estão:

  • oferecer treinamentos;
  • incentivar a autonomia;
  • estabelecer confiança;
  • valorizar competências e pessoas;
  • criar um ambiente inovador;
  • motivar a colaboração entre equipes;
  • ter um bom clima organizacional.

Além disso, ao lidar com o dia a dia e com os desafios da vida empresarial, o gestor deve desenvolver novas competências e aprimorar as suas habilidades para tomar decisões mais acertadas e rápidas, assim como otimizar processos, favorecer inovações na empresa, identificar oportunidades de crescimento e gerir conflitos.

A seguir, confira mais algumas dicas de como ser um gestor estratégico.

Observar e procurar tendências

É natural que o profissional procure se manter atualizado sobre as novidades e tendências do setor organizacional, bem como as mudanças comportamentais e de negócios provocadas pela era digital. Assim, o gestor estratégico precisa ter um conhecimento vasto em diversas áreas e entendimento de mercado, além de aprimorar as suas habilidades.

Dessa forma, o gestor desenvolve uma visão analítica sobre a empresa e consegue gerenciar a equipe da melhor maneira para alcançar os objetivos. Você pode contar com a ajuda da tecnologia e adotar ferramentas de impacto em sua estratégia, como CRM, ERP e Big Data.

Além disso, novas metodologias são usadas para ganhar diferencial competitivo, otimizar processos e aumentar a produtividade da organização. Por isso, busque sempre ficar por dentro das novidades. Algumas delas são:

Saber delegar tarefas

Você não pode alcançar o sucesso da sua empresa apenas trabalhando sozinho. Portanto, saiba delegar tarefas corretamente para as suas equipes. Deixe que os colaboradores participem mais das tomadas de decisões e fiquem responsáveis por atividades de acordo com as suas aptidões e habilidades. Feedbacks cordiais e interação entre todos é fundamental.

Essa é uma maneira de descentralizar a cadeia de comando e motivar o seu time — que passa a ter mais autonomia e confiança, aumentando a produtividade e os lucros da empresa. Além disso, um bom gestor sabe unir o perfil prático ao estratégico. Dessa forma, ele deve ter o olhar direcionado a capacitar sua equipe a partir de competências.

Analisar riscos

O gestor estratégico tem o papel de liderar a companhia e traçar planos de ação para conquistar metas e objetivos. Entre as suas responsabilidades, esse profissional deve zelar pela imagem institucional do negócio, trabalhar o ambiente organizacional e avaliar resultados.

Também é importante saber gerir crises e conflitos para manter a paz no trabalho. Pensando nisso, é fundamental analisar o cenário e identificar pontos fortes e fraquezas da empresa e de seus colaboradores, assim como as ameaças e as oportunidades do mercado. Dessa forma, o gestor não é pego de surpresa e aprende a trabalhar com fatores variantes.

Uma boa estratégia organizacional deve ser bem planejada e inovadora. No entanto, para que seja executada com competência, é fundamental investir em cursos de capacitação na área da gestão. Assim, a empresa consegue ampliar a sua visão para alcançar mercados que os concorrentes não enxergam — aumentando a percepção de valor dos clientes.

Quer se manter atualizado sobre o assunto? Então, assine a nossa newsletter para receber as novidades e as tendências do mercado de gestão e negócios!