Você sabe como aplicar a gestão de conflitos na empresa? Trabalhar em harmonia é peça fundamental em qualquer organização. No entanto, sempre há possibilidade de surgir divergências de ideias em um ambiente no qual reúne pessoas com diferentes perfis, crenças, visões de mundo, entre outros fatores.

Conflitos surgem a partir de incompatibilidade de interesses entre pessoas e, assim, pode impactar negativamente a organização, o seu desempenho e demais pontos da cadeia produtiva. Para evitar o problema, o líder precisa ter a capacidade de contornar esse tipo de situação e manter o equilíbrio do ambiente corporativo.

Adiante, vamos conferir o que é a gestão de conflitos e saber as melhores medidas para mediar as divergências na empresa e deixá-la ainda mais produtiva.

O que é gestão de conflitos?

A gestão de conflitos é o conjunto de métodos e ações utilizadas para lidar com as divergências de opiniões dentro de um grupo de pessoas. O objetivo é contornar a situação e buscar soluções benéficas para todas as partes. Quando geridos de maneira correta, os conflitos podem se tornar oportunidades de aprendizado e crescimento profissional.

Como o gestor precisa lidar com conflitos?

Ao liderar uma equipe, o gestor precisa manter o bom clima organizacional. Utilizar as técnicas adequadas de gestão de conflitos é fundamental nesse processo para, dessa forma, poder identificar os problemas, além de prevê-los e solucioná-los mais facilmente. Isso dependerá da capacidade de promover o diálogo e o respeito, bem como saber negociar.

Entender as causas do conflito

O primeiro passo para lidar com a gestão de conflitos é entender as suas causas. Os motivos, de maneira geral, costumam ser por desavenças pessoais ou profissionais, empecilhos do próprio trabalho ou falha na comunicação. Fique atento a mudanças organizacionais bruscas, divergência entre setores ou equipes, má distribuição de recursos, entre outros.

Reunir os envolvidos em um lugar adequado

Depois de perceber a causa do problema, identifique os envolvidos e reúna-os um lugar apropriado, reservado e longe dos outros colaboradores. Se possível, ouça cada um individualmente para colher as versões e, só depois, junte-os para mediar a situação. Nesse momento, é importante praticar a empatia e buscar entender as necessidades.

Desenvolver possíveis soluções para as divergências

Após ouvir os dois lados da história, é importante analisar as informações e manter a imparcialidade. Então, entra a parte de negociação que envolve o desenvolvimento de soluções para as divergências, de forma conjunta. O diálogo é o principal fator nessa decisão e garante que as necessidades de todos os envolvidos sejam compreendidas.

Eliminar as falhas na comunicação

Um dos principais fatores para evitar conflitos na empresa é investir na boa comunicação. Uma informação que foi mal transmitida pode prejudicar todas as etapas de um projeto, resultar em atrasos e causar desentendimento entre os colaboradores. Pensando nisso, desenvolva recursos precisos de trocas de informações e reuniões frequentes.

Dar feedbacks diretos

Outro ponto para ser avaliado é o uso adequado do feedback. Seu objetivo deve ser de ajudar o outro a se desenvolver pessoal e profissionalmente. Por isso, o gestor precisa saber qual é a melhor maneira de dar esse retorno. Ele sempre deve ser individual, direto e construtivo. Ademais, a comunicação clara minimiza os conflitos internos.

Acompanhar a resolução dos conflitos

Engana-se quem pensa que o trabalho do gestor termina na mediação de conflitos. É necessário acompanhar os resultados, sejam positivos, sejam negativos, da resolução do problema. É papel desse profissional conferir se as propostas acordadas estão sendo cumpridas pelos colaboradores.

O verdadeiro líder deve seguir as dicas apresentadas aqui para mediar a gestão de conflitos e manter o clima saudável na empresa, com o intuito de aumentar o desempenho e a conexão das equipes, além de alavancar as taxas de produtividade. Por isso, é importante buscar o desenvolvimento em gestão para melhorar a sua performance.

Agora que você entendeu a relevância da gestão de conflitos, aproveite para assinar a nossa newsletter e receber conteúdos sobre liderança e negócios.

Quero indicar um amigo