O capital humano é o bem mais precioso de qualquer organização. É graças a ele que se consegue crescimento, mas, na falta de uma condução eficiente, pode gerar prejuízos. Com isso, a gestão de pessoas na empresa precisa ser levada a sério, a fim de gerar resultados positivos para o negócio.

Uma equipe bem gerida auxilia na organização e no cumprimento da missão institucional, é mais produtiva ― tanto quantitativa quanto qualitativamente ― e se engaja efetivamente com a cultura organizacional. Como consequência, vemos profissionais mais satisfeitos e um clima mais estável.

Mas, para que a gestão de pessoas na empresa tenha eficácia garantida, é necessário vencer alguns desafios. Vamos conhecer os 5 principais?

1. Retenção dos melhores talentos

Um dos maiores problemas das organizações é a alta rotatividade dos colaboradores (o chamado turnover). Por isso, identificar e reter os melhores talentos, por meio de um plano de carreira consolidado, benefícios atraentes e boas condições de atuação é essencial para que a organização mantenha uma equipe forte.

Uma dica é investir em um processo seletivo eficiente, que considere se o candidato tem o fit cultural esperado, a fim de evitar surpresas após a contratação. Além disso, é preciso que os talentos da empresa sejam valorizados por meio de ações institucionais que prezem as relações humanas e os méritos de cada profissional.

2. Manutenção de um clima organizacional positivo

Ter políticas institucionais transparentes e estratégias de RH que estimulem a qualidade das relações interpessoais dentro da empresa evita, entre outras coisas, problemas no clima organizacional. Um ambiente pesado, regado a fofocas, estresse e desconfiança por parte dos colaboradores pode gerar resultados desastrosos que comprometem efetivamente a produtividade.

Por isso, entender as necessidades dos colaboradores e perceber qual é visão deles a respeito da organização são estratégias indispensáveis à formulação de um clima positivo dentro da empresa.

3. Defasagem nos processos internos por falta de tecnologia

Empresas que não otimizam seus processos internos por meio de investimentos em tecnologia podem esperar problemas no rendimento da equipe. Burocracia desnecessária, excesso de papéis, falta de coesão na produção e retrabalhos são algumas das situações vivenciadas ao insistir em processos analógicos.

Abraçar a transformação digital é essencial, inclusive, para a gestão de pessoas na empresa, uma vez que ter processos internos bem regidos evita inúmeras dores de cabeça desnecessárias.

4. Liderança despreparada para gerir pessoas e processos

Lideranças despreparadas podem enfrentar graves crises. Algumas atitudes e comportamentos denunciam a falta de habilidade para a gestão de pessoas na empresa. Entre eles, podemos citar:

  • falta de controle emocional;
  • perda de foco nas prioridades;
  • excesso de centralização;
  • autoritarismo;
  • derrotismo;
  • fuga dos problemas.

Com isso, instala-se um clima de total insegurança nos colaboradores. Na esteira de uma liderança ruim, também ascendem líderes informais e pode surgir uma competitividade desenfreada entre os colegas de trabalho, o que gera tensões no ambiente que não contribuem em nada para o negócio.

5. Falta de engajamento dos colaboradores com a cultura organizacional e decisões

A gestão de pessoas na empresa deve considerar estratégias que alinhem os objetivos dos colaboradores à missão institucional. Para tanto, é preciso realizar ações a fim de que a cultura organizacional seja de conhecimento de todos, assim como a transparência deve pautar qualquer mudança nas políticas e processos.

Tudo isso contribui para o engajamento dos times e facilita a colaboração em momentos de tomada de decisão. Se os colaboradores estão desengajados é possível que haja resistência ao que é definido em nível gerencial e, dependendo do clima, até mesmo ações de sabotagem às decisões podem ser vistas.

Valorizar a gestão de pessoas na empresa é o melhor caminho para evitar conflitos prejudiciais ao negócio. Para isso, não se pode poupar investimentos em políticas de carreira bem consolidadas, treinamentos, ações motivacionais, comunicação interna bem estruturada, tecnologia, entre outras estratégias e diferenciais. Dessa forma, esses desafios serão facilmente superados.

Gostou deste conteúdo? Então, siga-nos nas redes sociais para ver inúmeros conteúdos de boas práticas profissionais para a gestão de empresas! Estamos no Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn e YouTube.

Quero indicar um amigo