Iniciar os estudos em uma Pós-Graduação em Gestão de Projetos pode ser um passo muito importante para a sua trajetória no mercado de trabalho e, ainda, ser fator decisivo na conquista de um emprego ou uma promoção.

Mesmo que o profissional já inserido na área tenha conhecimento sobre o assunto, especializar-se é necessário. A pós-graduação permite renovar os conhecimentos, explorar o que o mercado oferece de novas práticas e ferramentas, além de aumentar a rede de contatos com pessoas de interesses afins, mais conhecido como networking.

Para saber mais sobre qual conteúdo é oferecido em uma Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Projetos, quais profissionais podem fazê-la e para entender como os estudos podem agregar na carreira, continue a leitura deste artigo!

Por que fazer uma Pós-Graduação em Gestão de Projetos?

O foco do mercado de gestão de projetos mudou devido à era dos negócios exponenciais. A implementação de estratégias nas empresas passou a ser o centro dessa área de atuação. Com isso, a criação de valor se tornou um dos resultados mais cobiçados pelas empresas. Como o foco foi redirecionado, a expectativa sobre o desempenho dos profissionais que atuam no mercado também mudou.

É preciso aliar novas competências, habilidades e conhecimentos para se colocar de maneira positiva na área, e a Pós-Graduação em Gestão de Projetos ajuda profissionais experientes e os recém-formados. Podem iniciar o curso profissionais já graduados em diferentes áreas, como engenharia, arquitetura, administração, TI, entre outras.

O que faz um gestor de projetos?

O gestor de projetos é o profissional responsável por todas as etapas de um projeto estratégico, passando pelo planejamento e execução até o acompanhamento. Ele precisa ter habilidades específicas para trabalhar com prazos, promover a comunicação entre equipes, delegar funções corretamente e tomar decisões benéficas para a empresa.

Também é sua função definir metas e objetivos a serem alcançados, além de prezar pela colaboração das equipes e pelo seu aprimoramento constante. O gestor de projetos deve avaliar métricas, verificar possíveis gargalos operacionais e outros fatores que podem comprometer o desempenho do time, a fim de buscar metodologias e técnicas de melhoria.

Quais são as habilidades do gestor de projetos?

O mercado procura profissionais cada vez mais capacitados e com competências específicas para se adequar às transformações. O processo de planejamento, criação e mensuração já não é o mesmo de antes. Por isso, o gerente de projetos é essencial nas empresas e precisa desenvolver certas habilidades, assim como se manter atualizado.

Liderança e soft skills

Liderar equipes é sempre um grande desafio. Contudo, o gestor de projetos precisa dominar essa prática se quiser alcançar os seus objetivos e se destacar na empresa. O líder não só orienta tarefas, como também trabalha com pessoas. Sendo assim, é preciso passar confiança nas suas ações e motivar o time, estimulando-os a crescer junto ao negócio.

O papel do líder é incentivar os colaboradores a atingir os objetivos da empresa. Portanto, é importante desenvolver as soft skills necessárias para criar conexões entre as equipes. Trata-se de competências ligadas às emoções, ao comportamento e ao relacionamento interpessoal que auxiliam o bom diálogo entre os profissionais.

Comunicação e empatia

O gestor de projetos gerencia o seu capital humano, ou seja, precisa se comunicar bem para tomar decisões, repassar funções e feedbacks, fazer negociações, gerir crises, convencer e motivar pessoas. O tempo todo você lidará com diferentes interesses e terá que buscar meios de satisfazer todas as partes envolvidas.

Para entender o potencial de sua equipe, é essencial praticar a empatia, ou seja, colocar-se no lugar do outro. Se o gestor não consegue entender o que cada colaborador está passando em determinado momento e qual é a sua real capacidade de produção, será muito difícil cobrar bons resultados e captar o potencial deles ao máximo.

Organização e equilíbrio

A organização é uma característica fundamental para todo profissional, e não seria diferente com o gestor de projetos. Ter um cronograma definido, prezar pelos prazos e pelas metas, orientar equipes de acordo com as suas habilidades e gerenciar tarefas de forma metódica trará aumento de desempenho e contribuirá com o bom andamento do processo.

Quando isso não é colocado em prática, todo o processo é prejudicado. Sobrecarregar um colaborador, por exemplo, está entre os erros de má organização, o que afetará tanto o desempenho dele como o da equipe. Logo, é importante ter equilíbrio para gerenciar funções e delegar tarefas que estejam dentro do limite do time.

Persistência e disciplina

O dia a dia do gestor de projetos pode contar com momentos difíceis. Portanto, é preciso persistência se você deseja se destacar do profissional bom ao ótimo. Sempre surgem novos desafios, mudanças comportamentais e do mundo corporativo, necessidade de acompanhar os avanços tecnológicos e situações que exigem agilidade.

O profissional não deve desistir nessas horas, pelo contrário. Cada desafio exige uma estratégia, e saber usá-la corretamente deixará tudo mais fácil. Ter um pensamento criativo e procurar novos métodos de solucionar os problemas é um esforço contínuo e que demanda força de vontade. E nada disso será possível sem disciplina.

Como a pós-graduação pode ajudar na otimização da carreira?

Profissionais cada vez mais gabaritados estão disputando as melhores posições nas empresas e também novas oportunidades de emprego. Por isso, quanto mais qualificado, maiores as chances de conseguir boas oportunidades na trajetória profissional.

Pós-Graduação em Gestão de Projetos oferece conteúdo que agregará novos conhecimentos para a área de atuação, fazendo com que o profissional esteja capacitado para atingir as métricas mais desejadas pelas empresas atualmente. Além disso, o curso capacita os alunos a lidarem com situações adversas e a resolver problemas que ocorrem no percurso da função.

O que é ensinado no curso?

Diversas habilidades são oferecidas na pós-graduação em dez disciplinas. São elas:

  • Estratégia na era digital;
  • Negociação em ambiente de rápida mudança;
  • Escopo de projetos;
  • Gestão de tempo;
  • Gestão de custos;
  • Qualidade e risco em projetos;
  • Comunicação e stakeholders em projetos;
  • Integração e aquisição em projetos;
  • PMO, portfólio e maturidade de projetos;
  • Metodologias de gestão.

Neste artigo, você pôde compreender a importância de uma Pós-Graduação em Gestão de Projetos para profissionais que já atuam na área e para aqueles que almejam um posicionamento no mercado. O curso possibilita o aprendizado de novos conhecimentos e ferramentas que permitem maior facilidade ao planejar novas estratégias e desenvolver novos produtos e serviços.

Agora que você já sabe o quanto o curso é importante para a sua trajetória profissional, basta entrar em contato para saber mais sobre a pós-graduação!

Quero indicar um amigo