A partir da regra de Pareto, veremos como é possível organizar o tempo de forma equilibrada, sem exageros, sem sobrecarga. Ela ajuda na gestão dos profissionais de uma equipe, na gestão de projetos, de maneira que todos conseguem realizar suas atividades em tempo hábil e com mais produtividade.

Na verdade, a regra pode ser usada em diversas situações, inclusive no setor de marketing, para promover um trabalho diferenciado, em que os problemas tendem a ser solucionados com eficácia e as soluções exigem a aplicação de menos recursos e esforços. Saiba mais, leia o post completo!

No que consiste a regra de Pareto?

A regra de Pareto, ou lei de Pareto, afirma que 80% das consequências se originam de 20% das causas. Alguns exemplos podem esclarecer: 80% da riqueza do mundo se concentra nas mãos de 20% da população; 80% da poluição é provocada por 20% dos países.

Quando e como foi criado esse princípio?

A lei de Pareto foi criada em 1897 por Vilfredo Pareto, um economista e sociólogo italiano que percebeu que a distribuição de renda mundial não era uniforme. Uma das análises que Pareto registrou sobre a regra 80/20 foi relacionada à cultura de ervilhas: aproximadamente 20% das vagens originavam 80% das ervilhas.

Porém, foi Joseph M. Juran que criou a regra que diz que 4/5 (que equivalem a 80%) podem estar associados a somente 20% das causas dos problemas. Assim, se pudermos concentrar nossa atenção em 1/5 das potenciais causas, 80% dos problemas deverão ser solucionados com eficiência.

Para que serve a regra de Pareto?

A regra de Pareto pode ser usada em empresas quando se tem a necessidade de um controle de qualidade dos serviços e produtos. Ela também é usada para a tomada de decisões. Nesses ambientes, a lei de Pareto indica que boa parte dos problemas se origina em causas mais específicas, que nem sempre são identificadas.

Analisando conforme a regra, é possível obter informações valiosas para soluções efetivas que ajudam a evitar a reincidência nos mesmos conflitos e o aparecimento de novas crises.

Como aplicar a regra de Pareto com sucesso?

Há uma propensão dos resultados que costuma ser expresso em dados dentro do negócio, como:

  • 80% do faturamento vem de 20% dos clientes;
  • 80% das vendas resulta de 20% dos produtos;
  • 80% dos resultados vem de 20% dos investimentos.

Partindo dessas informações, é possível criar uma relação entre esforço e recompensa, em que 20% dos insumos, causas e esforços gera 80% das saídas, consequências e resultados.

Quais são as maneiras de usar a regra para aumentar a produtividade?

Se 20% da equipe oferece 80% do retorno da empresa, é importante identificar esses profissionais e compreender por que razão eles são tão produtivos. Esse conhecimento permite trabalhar ações de endomarketing que estimulam os outros.

O inverso também é válido. Pode-se identificar os funcionários menos produtivos (80/20) e procurar entender a razão de sua baixa eficiência, que pode estar associada a algum problema interno que ainda não foi percebido.

Quais cuidados devem ser tomados ao implementar a regra?

Primeiramente, a regra de Pareto não deve ser usada o tempo todo porque, além de não oferecer números exatos, não é infalível. Ela oferece somente uma estimativa de resultados. Outro cuidado é analisar a própria realidade, pois o princípio só funciona se sustentado por dados reais e ações que possam ser aplicadas.

Há modelos generalistas que podem confundir o gestor. Nunca confunda os seus 20% com os 20% do concorrente. Cada negócio tem suas próprias características, objetivos e problemas.

Outro cuidado se relaciona com a variabilidade dos fatos. Um negócio sofre mudanças no decorrer de sua existência. Por exemplo, as atividades (20%) que produzem a maior produtividade (80%) podem variar, não serão sempre as mesmas.

A regra de Pareto não faz milagres. É apenas uma tendência verificada em diferentes ocasiões e que pode ser utilizada como ferramenta eficaz para melhorar a produtividade na empresa, favorecendo o crescimento sustentável do negócio.

Aproveite para saber como empreender com sucesso. Agora que soube um pouco mais sobre a regra 80/20 e sua utilidade, conheça o conceito de mindset e veja como transformar suas ideias em oportunidades!

Quero indicar um amigo