Empreender no Brasil não é um caminho fácil. Longe do romantismo de não ter patrão, ter mais dinheiro e trabalhar menos, administrar um negócio é uma tarefa árdua de muito esforço e dedicação, mas quem se decide por esse rumo acaba “tomando gosto” e, por vezes, arriscando-se em mais de um empreendimento. Nesta matéria o Profº Julio Araújo da Silva, cita que o multiempreendedor assume o papel de viabilizador de ideias, criando uma ponte entre a percepção clara de uma necessidade ou oportunidade de mercado, com a sua formatação para um modelo de negócio mais rentável e viável.
Clique aqui e leia a matéria na integra.

 

 

 

Quero indicar um amigo